The E-Rotic

| domingo, 19 de maio de 2013
    Olá, galerê. Estou eu aqui mais uma vez para falar sobre música. Desta vez irei contar um pouco sobre uma banda que fez bastante sucesso nos anos 90 lá na gringolândia, chamada E-Rotic.

    Bem, antes de tudo gostaria de informar que esta banda é para maiores de 18, pois contêm letras de sexo e, na maioria delas, mulheres gemendo loucamente. Não se preocupem, as músicas colocadas neste post não possuem nada de gemidos, nem letras ou vídeos impróprios, podem ouvir a vontade que é letrinha inocente. rs




    A banda é de origem alemã, mas dos álbuns que ouvi, não me recordo de ter escutado nenhuma neste idioma, apenas em inglês. Seus principais estilos musicais são: Dance-pop, Hip House e Eurodance.
   O grupo já sofreu várias mudanças de vocalista, aliás, E-Rotic contava sempre com uma vocalista e um rapper e eu achei esse o diferencial deles. 



    E-Rotic sugiu em 1994, mas infelizmente não passou de 2003. As pessoas do grupo começaram a ter planos diferentes para o futuro da banda que acabaram se conflitando e levando a substituição de alguns integrantes.
    A banda foi formada originalmente por Lyane Leigh (1994-1999) e o rapper Raz-Ma Taz (1994-1996). Vários rappers e cantoras já passaram por E-Rotic, mas apenas três cantoras e dois rappers chegaram a gravar discos com a banda.
    Como disse inicialmente, a banda é de conotação sexual. Nos shows deles, a cantora e o rapper sempre se vestiam e dançavam sensualmente. A capas dos álbuns em suma expõem desenhos de mulheres nuas ou semi-nuas. 
    A banda ficou muito conhecida com o single "Max, Don't Have Sex With Your Ex" que, segundo a vocalista da época, Lyane Leigh, foi baseada em uma história vivida por ela. A música fala sobre a moça que implorava para que seu namorado não fosse para a cama com sua ex, no fim das contas ele ia e ela, para se vingar, ficava com outro.



   Este single foi lançado em 1994, mas só no ano seguinte eles estrearam o primeiro álbum: "Sex Affairs".
    Quem veio a suceder a Lyane, em 2000, nas gravações dos álbuns foi Lydia Madawjewski e eu particularmente confesso que gostei mais dessa cantora do que das demais. Aliás, foi com ela que eu conheci a banda através da música "In The Heat of The Night". Uma baladinha muito boa e que, apesar de ser antiga, eu continuo achando que se tocasse ela remixada em alguma boate hoje em dia, iria dar muito certo. Conheci esta música em um AMV (Anime Music Video) do anime Kannazuki no Miko. O anime é +18, pois retrata um relacionamento entre mulheres.

A versão completa da música que usaram para fazer o AMV:

    Foi com essa música que me interessei pela banda e resolvi procurar outros singles para ouvir. Lembro-me de ter ficado muito constrangida quando a mulher começou a gemer durante uma das músicas que estava sendo tocada alta. Aquele momento em que você corre para o quarto para abaixar o volume antes que os vizinhos pensassem que estaria ocorrendo uma orgia em sua casa.
    Outra música que gostei muito foi a "Heart of Ice" (essa também não tem gemidos, rs):



    Existe também um EP que eles lançaram antes do primeiro álbum chamado Heart Attack – Get Me Going (1994). Esse também é muito bom. Composto por três remix da música "Get Me Going".


    É uma pena que a banda tenha se desfeito. Mas pelo que sei, ainda existe o desejo deles retornarem e, por isso, desde quando os vocais saíram, ocorre uma busca pelas pessoas que possam substituí-los.



    Eu particularmente gosto muito do ritmo dessa banda, mas por ela ser antiga e usar o sexo para construir as letras de suas músicas, não teve muita repercussão pelo mundo, portanto, é um pouco difícil de encontrar material sobre e principalmente os álbuns para baixar. Eu tenho o Heart Attack, Cocktail E-Rotic, Gimme, Gimme, Gimme e algumas músicas soltas de outros álbuns que não achei para baixar. Achei todos que ouvi muito, mas muito bons e algumas músicas até que são engraçadas de ouvir como a "Mambo nº Sex" (esta tem muitos gemidos, então não irei postar aqui).




    Existe um álbum chamado "Lust 4 Life" que também é muito bom e eu o tenho, mas ele não é da banda, foi apenas um álbum fake criado com faixas do E-Rotic e do S.E.X. Appeal (banda criada pelos integrantes fundadores de E-Rotic após terem saído desta). Como disse anteriormente, é difícil encontrar o material deles para download, portanto, eu fico impossibilitada de fazer uma análise detalhada de cada álbum lançado como fiz no post da Tarja Turunen AQUI.

    Abaixo irei listar os álbuns e as passagens dos integrantes em E-Rotic.
Álbuns:
-Heart Attack (EP - 1994);
-Sex Affairs (1995);
-The Power of Sex (1996);
-Sexual Madness (1997);
-Thank You For The Music (1997);
-Mambo No. Sex (Kiss Me, no Japão - 1999);
-Missing You (Gimme Gimme Gimme, no Japão - 2000);
-Sexual Healing (2001);
-Sex Generation (2001);
-Cocktail E-Rotic (2001).

Compilações: 
-Greatest Tits (1998);
-Dancemania Presents E-Rotic Megamix (2000);
-The Very Best of E-Rotic (2001);
-The Collection (2002);
-Total Recall (2003).

Integrantes que gravaram com a banda:
Lyane Leigh (1994-1999);
Jeanette Christensen (2000);
Lydia Madawjewski (1999-2003);
Raz-Ma Taz (1994-1996);
David Brandes (1994-2003).

Integrantes que não chegaram a gravar com a banda:
Yasemin Baysal (2001-2002);
Terence D´arby (1996-1996);
Ché Jouaner (1996-2002);
Robert Spehar (2002-2003).

     
    Antes de terminar o post, vou comentar sobre a ida da banda aos jogos.
    Quem já jogou DDR (Dance Dance Revolution), já deve ter escutado várias músicas de E-Rotic e nem ao menos percebeu, pois esses jogos (para PS2 e PC), utilizam de um grande arsenal das músicas da banda, tanto que o próprio jogo lançou um álbum com as músicas do grupo que aparecem na franquia DDR. Eu não tenho todos os jogos dessa franquia, mas nos que tenho, já joguei "In The Heat of The Night", "Gimme, Gimme, Gimme" e "Turn Me On". Claro que a primeira música listada eu dancei euforicamente já que é a minha favorita e a que me apresentou a E-Rotic, uma banda que teve seus anos de ouro e que mesmo com o passar do tempo, continuou com ritmos que atendem a atualidade.


Fontes: Wikipedia US, The 4 On.

9 xingamentos :

  1. UAEHAEUHAEUHAEUAEUH SABIAAA que ia rolar In The Heat of The Night, porran, adoro essa música! Cara, você é talentosa, postou várias coisinhas que eu não sabia não! Mas mesmo sendo meio poser, eu adoro essa banda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza. Foi a música que me apresentou a banda no AMV. Uns anos mais tarde me deram um DDR só porque tinha essa música no jogo. *---*

      Excluir
  2. Conheci o E-Rotic com a musica Test My Best, que inclusiva esta no jogo DDR 5 do Playstation 1. Tenho todos os discos e mais alguns. Boa epoca, esta da dancemusic. Muito bom o post. Vou dar uma olhada no post da Tarja Turunen, uma das melhores vozes do Gothic Metal. Valeu Gata. Continue assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  3. Sim, sim. boa época. DDR é muito bom, ainda mais em resgatar essas músicas. rs

    ResponderExcluir
  4. Gente, eu adoro E-Rotic. Conheci no Dance Dance Revolution e achei super legal as canções com batidas viciantes e letras claramente sexuais. Seria tão bom que voltassem, pois atualmente faria muito sucesso. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sim. A batida era o que envolvia mesmo. Só algumas músicas que não dava pra ouvir sem fone se não passaria vergonha rs.

      Excluir
  5. Realmente, vi várias músicas dessa banda jogando DDR ao longo dos anos mas nunca havia procurado saber sobre ela :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jao, essa banda fez sucesso em uma época bem distinta. Como as letras tinham conotação sexual e, em algumas, a cantora gemia loucamente, não dava pra eles ficarem se divulgando abertamente como as demais bandas. Por isso hoje em dia é difícil encontrar conteúdo deles na internet. Mas mesmo assim, era uma ótima banda. O ritmo que eles usavam, apesar de ser bem datado, é algo que se tocado nas baladas de hoje em dia, ainda agradariam as pessoas. ;)

      Excluir

Quem vos fala:

▲Top▲